20 de agosto de 2019

Uma coisa engraçada aconteceu a caminho do streaming...



#euavisei. Dificilmente o Felipe Preto faz postagens de ataque a filmes e obras que podem ser consideradas ruins, só para não ficar falando chateações e expondo reclamações de ordem pessoal aos interessados na leitura. E também supondo que fãs de filmes de terror e fantástico têm um senso de julgamento diverso o suficiente para incluir filmes trash no próprio cardápio, nem faz tanto sentido ficar "falando mal" do que está disponível ao irreversível lazer demente do interessado. Só que... recentemente o Felipe se deparou com uma série tão grande de coisas feias disponíveis nas redes de streaming que não se conteve em listá-las aqui.
Baseando a escolha dos filmes disponíveis em "não é possível que este também seja ruim", fui acessando e vendo coisas no modo aleatório, e a surpresa foi a quantidade de coisas cansativamente ruins ao alcance de um click. O expletivo "ruim" fica por conta de produções sem imaginação e estupidamente óbvias em sua mediocridade sem o mínimo disfarce. Talvez nenhuma delas valha este espaço para reclamação (ou o tempo de quem lê), mas fica a advertência, ou ao menos a sugestão de análise sobre o atual momento cultural que disponibiliza facilitadores em produção e exposição. O risco é que no excesso de produção facilitada e na demanda caudalosa dos streamings ficamos sujeitos a um perigoso amortecimento de conceitos. 

Aí vai a baciada com uma dúzia de advertências!
Cotação 💣 para todos!

2013 Horror Story • Terror Bollywood. Grupo de jovens em reunião de Ano Novo entra em um velho hotel abandonado que tem fama de assombrado. Ficam retidos no local e são atacados por um espírito. Reunião absurda e sem imaginação de todos os mais surrados clichês que se possa imaginar. Nem a trilha sonora (invariavelmente divertida nas produções indianas) se salva.

horror story
_________________________________
2014 Hungerford • Produção inglesa sobre grupo de jovens que se depara com a loucura crescente dos habitantes da cidade que se atacam violentamente. Uma força maior parece estar por trás dos acontecimentos. Found footage irritante em sua tremedeira sem imaginação. Mix de ficção, terror, The Crazies e invasão!

hungerford
________________________________
2014 Solitude (Bosque Macabro) • Depois do falecimento de sua mãe, o jovem James descobre em seus documentos a posse de propriedades na cidadezinha de Solitude e histórias envolvendo membros de sua família. O lugar pode ser habitado por uma entidade que protege a região e mata os que se aproximarem. Monótono, primário e absurdamente amador para estar disponível via streaming! Título alternativo: American Beast.

_________________________________
2015 Most Likely To Die • Grupo de jovens recém-formados reúnem-se em uma casa e são atacados um a um por assassino vestido de beca. E ainda seu chapéu/capelo tem abas afiadas e mortíferas! Talvez fosse aceitável há uns trinta anos atrás, na era dos slashers vagabundos dos anos 80. Atualmente, na onda dos slasher-redux, tivemos coisas divertidas como revisionismo genérico ou sátira descarada. Mas aqui nada funciona de jeito nenhum...

_________________________________
2016 The Darkness (A Escuridão) • Aqui juntaram Exorcista e Poltergeist. A família de Kevin Bacon visita o Grand Canyon e seu filho caçula, autista, interfere na configuração de um altar oculto em uma caverna subterrânea. De volta para casa, a família começa a ser atormentada por espíritos indígenas que querem levar o garoto. Maratona de sustos idiotas em uma produção regular, mas dirigida sem competência ou interesse. Kevin Bacon merecia coisa melhor.

the darkness
_____________________________
2016 Inside (Perigo na Escuridão) • Co-produção Espanha/UK/EUA refilmando A Invasora (que já nem era grande coisa). Sarah está em estado avançado de gravidez e fica encarcerada em sua própria casa quando uma estranha a invade com a intenção de lhe tirar a criança. Mesmo não tendo visto o original, esta versão fica devendo em tensão em seu andamento burocrático.

inside
_____________________________
2016 Celular (Conexão Mortal) • Na onda do apocalipse-redux. Reunindo John Cusack, Samuel L. Jackson e uma história de Stephen King, esta é uma tentativa de refazer a receita do bem sucedido 1408. SQN! Cusack é um escritor em viagem quando uma epidemia disparada por sinal de celulares transforma grande parte da população em loucos-zumbis-surtados-raivosos. Pena que ficou tudo meio morno pela direção sem fôlego e efeitos digitais pobres. Baseado em Celular de Stephen King.

celular
________________________________
2016 The Devil Complex (Prisoneiros do Demônio) • Found-footage dos mais sem vergonha na cópia descarada de Bruxa de Blair. A jovem Rachel, auxiliada por dois acompanhantes, faz um documentário pelas mal faladas florestas de Baciu na Romênia. Quando perdem o guia que os orienta, começam a se desentender e são ameaçados por alguma força maligna que supostamente habita a região. Produção safadíssima em sua cara-de-pau onde só se salvam os belos cenários naturais com árvores cobertas de neve.

the devil complex
______________________________
2017 Le Manoir (A Mansão) • Grupo de amigos se reúne em uma antiga mansão para os festejos de Ano Novo até que começam a ser mortos misteriosamente. Produção francesa. "Terror 5ª Série" repleto de piadinhas sexistas, drogas e escatologia. Tentativa frustrada de comédia "nerd alternativa".

a mansão
________________________________
2017 The Bye Bye Man (Nunca Diga Seu Nome) • Jovem casal de estudantes e um amigo comum, alugam uma casa onde uma série de crimes ocorreram pela influência de um espírito que induz as pessoas a alucinações. A menção de seu nome faz com que o ouvinte/confidente seja caçado até a morte. Variação tolinha de Amityville em um filme sem imaginação e de andamento fraco. Triste participação de Carrie-Anne Moss e Faye Dunaway.

_______________________________
2017 Temple • Uma estudante americana, acompanhada do namorado e um amigo, viaja ao Japão para uma pesquisa sobre templos. E escolhem como objeto de seu estudo, justo o local mais mal falado e evitado por todos os moradores da região. Logo estarão sendo assombrados pelos espíritos das crianças desaparecidas no templo. Elenco fraco deixa tudo mais arrastado. Co-produção EUA/Japão.

____________________________
2018 Girls With Balls • Time de basquete feminino é abordado na estrada por uma seita de dementes caçadores. Mas as garotas, duras-na-queda, vão dar o troco à altura dos agressores. Terror e comédia nível geek. Mas erra longe nas ideias, no roteiro e nas piadas. Dinâmico, mas nonsense.

girls with balls

Nenhum comentário:

Postar um comentário